Documento sem título
 
Veja também
 
06/08/2020
Como cuidar da saúde mental
06/08/2020
Benefícios da alcaparra para a saúde
06/08/2020
Mulheres que se exercitam são mais propensas a chegar aos 90
23/07/2020
Uso de maquiagem pode danificar as máscaras de proteção?
23/07/2020
Alimentos que ajudam a aumentar a sua fertilidade
 
 
Notícia - Uso de maquiagem pode danificar as máscaras de proteção? 23/07/2020
Uso de maquiagem pode danificar as máscaras de proteção?

Será que pode usar maquiagem com máscara de proteção? Bom, sabemos que as máscaras se tornaram símbolo contra doenças contagiosas, pois muitas delas são transmitidas através de gotículas da tosse, espirros e também durante a fala.

Algumas mulheres, ao usarem a máscara, não abandonaram o hábito de usar maquiagem. Mas será que é indicado manter os produtos no rosto mesmo usando o acessório?

Será que a prática diminui a eficácia de proteção da máscara? E quanto à alergias na pele?

Quer tirar essa e outras dúvidas? O Fortíssima conversou com a dermatologista da Clínica Leger, Dra. Danuza Dias Alves, que faz alertas importantes e ainda dá dicas de como cuidar da pele associada ao uso de máscaras de proteção, sejam de tecido ou descartáveis.

É indicado usar maquiagem com máscara de proteção descartável ou de tecido?

Na verdade não existe um consenso. Não tem nenhum estudo científico que evidencie a diminuição da eficácia da máscara quando se usa maquiagem. A gente tem duas linhas seguidas por infectologistas, tem uma que fala que não interfere em nada na eficácia da máscara, mas tem uma outra linha de infectologistas que diz que a máscara quando fica com um depósito de maquiagem, ou de batom, pode atrapalhar a filtragem do ar e possivelmente barrar a transmissão do vírus.

A maquiagem reduz a eficácia da máscara no combate ao coronavírus?

Não existe nenhuma comprovação científica, na verdade a redução da eficácia não é na maquiagem na pele, mas nos resíduos da maquiagem que ficam depositados na máscara, seja de pó, base ou o batom. Os infectologistas que apontam o uso da maquiagem como redução da eficácia justificam como sendo o depósito das partículas de maquiagem na máscara, fazendo essa “sujeira” e isso dificulta a filtragem do ar e facilitando a transmissão do vírus.

O que eu recomendo para as minhas pacientes hoje é que optem por maquiagens de longa duração ou de fácil absorção, que fiquem aderidas a pele por mais tempo. Isso não vai atrapalhar nem nos cuidados com a pele, nem no uso da maquiagem. Sempre lembrando que em relação às máscaras de tecido é importante trocá-las a cada duas horas.

O que é comprovado é que a umidade na máscara diminui a eficácia. Caso o paciente perceba que aquela máscara ficou úmida, que ela seja trocada, independente do período de duas horas. Se tossir ou espirrar, essa máscara também deve ser trocada. A gente não pode ficar botando as mãos na máscara a todo tempo.

Maquiagem com máscara de proteção pode colaborar para o aparecimento de problemas na pele?

O que eu tenho observado muito frequentemente com os meus pacientes é a reativação da rosácea com o uso da máscara. Os pacientes que têm problemas com oleosidade da pele e que já tinham um pouco de problema de acne, eu tenho percebido uma reativação e um aumento do número de acnes ativas na pele, um aumento da oleosidade. E reativação dos problemas de pele que o paciente já tinha antes como dermatite seborreica.

O meu conselho para pacientes que tenham a pele um pouco mais oleosa, para pacientes que já tinham diagnóstico de rosácea ou pra aqueles que não tinham, mas têm percebido que a pele tem ficado mais vermelhinha na região da máscara, ou ainda para pacientes que já tinham o diagnóstico de dermatite seborreica, que eles procurem orientação de um dermatologista para já entrar com um tratamento e prevenir a ativação dessas condições de pele.

Como cuidar da pele corretamente ao usar máscaras com frequência?

É preciso observar cada tipo de pele. Neste momento em que a gente tem usado bastante máscaras, é fundamental que você faça uma consulta com a sua dermatologista para que seja identificado qual é a condição da sua pele, se sua pele é oleosa, se ela é seca, se é normal, pra que isso seja tratado. Por exemplo, pacientes de pele mais oleosa, precisa ser usado algum creme ou substância que reduza a oleosidade da pele, para poder controlar ou prevenir o surgimento de acne.

Os pacientes que já têm a pele mais seca, nesse caso usar uma substância mais hidratante, que não seja cremosa, preferir os hidratantes em sérum. Com a vinda do inverno e a diminuição das temperaturas, a pele da gente tende a ficar um pouquinho mais seca. Já é uma necessidade nossa hidratar a pele nesse período.

Pessoas que já têm diagnóstico de rosácea devem iniciar um tratamento preventivo ou de manutenção da rosácea. Pacientes que têm dermatite seborreica precisam procurar orientação médica para iniciar o tratamento de manutenção de pele.

Posso usar produtos de beleza nos olhos? E nas bochechas?

Pode, sim. São áreas que ficam fora da máscara normalmente. No entanto, é importante sempre preferir, independente do tipo de pele, maquiagens que tenham longa duração e que sejam de rápida absorção.

Ao final do dia, principalmente agora que estamos usando muita máscara, você deve remover toda a maquiagem antes de dormir, isso é fundamental. Tem que deixar essa pele descansar, é essencial usar uma boa água micelar para remover a maquiagem. Usar um sérum hidratante pela manhã antes de usar a maquiagem, para cuidar bem dessa pele antes de colocar a maquiagem com máscara de proteção.

A máscara abafa essa região e o aumento de temperatura vai alterar a pele nessa região, então é fundamental que essa pele esteja bem tratada para não sofrer os efeitos do uso da máscara principalmente nesse período. Um outro cuidado que eu gosto bastante são os agentes antioxidantes para o período da noite, seja ácido ou vitamina c, por exemplo, eles vão ajudar no tratamento da pele, no surgimento de rugas, nos cuidados com a limpeza da pele, remoção do excesso de oleosidade, com a hidratação correta. Nesse momento é muito importante cuidar melhor da pele.

Quais produtos de skincare posso usar por baixo da máscara?

Eu sugiro um sérum hidratante por baixo da máscara para poder preparar a pele e principalmente usar antes da maquiagem. Tem que tomar cuidado às pacientes que usam ácido, porque se eu passar na pele e tampar com a máscara a gente vai ter um aumento da penetração do ácido na pele.

É preciso rever essa rotina de uso de ácidos ou substâncias que foram passadas antes da pandemia pra poder saber se realmente é preciso manter o uso. Eu preferi com os meus pacientes que usam máscara frequente trocar os ácidos e passar eles todos para de noite, quando o paciente estiver sem máscara, e quando ele for usar a máscara durante o dia, usar somente um sérum hidratante e o protetor solar.

Caso eu esqueça e passe maquiagem e use a máscara, como proceder?

O foco principal independente de eu ter colocado a maquiagem adequada é usar a máscara. Se eu passei uma maquiagem que esteja saindo muito na máscara é ficar o menor tempo possível com ela e ir o mais rápido possível para casa. Se isso não for possível e eu tiver que ficar o dia todo com ela, mantenha a calma, lembre-se que não existe nenhuma comprovação científica de que realmente ela diminua a eficácia da máscara e filtragem do vírus.

Mantenha os outros cuidados de lavar bem as mãos com água e sabão, passar o álcool em gel quando não tiver água e sabão disponível. Lembrar que as mãos também sofrem muito com o ressecamento por causa do álcool, então é importante aumentar a hidratação das mãos, manter uma distância entre as pessoas mesmo de máscara, evitar os locais fechados.

A máscara pode causar alergias na pele? Como tratar?

É possível sim desenvolver alergia a máscara. Acontecendo isso a máscara deve ser trocada, trocar por outra com um tecido diferente. Essa alergia pode ser observada por algum sintoma tipo coceira ou alteração de cor da pele, ou surgimento de espinhas. Caso observe algum tipo de alteração nesse sentido é importante procurar o seu médico dermatologista porque ele vai saber te orientar melhor.

Fonte: Fortíssima
     
Documento sem título
 
CNPJ: 56.792.997/0001-14

Rua Santa Rita, 1471 - Centro
Itu / SP - CEP: 13300-065

Farmacêutica Responsável:

Eli A. Cacciolari Caputo - CRF-SP: 9448
Normas de Qualidade
Copyright © 2013 - Todos os direitos reservados
Produzido por FrameSet
 
Farmácia   Produtos
Nossa História   Cosmética e Beleza
Laboratórios   Saúde e Nutrição
Manipulação   Homeopatia
    Linhas de Revenda
Atendimento    
Fale Conosco  
Orçamento Online  
Fale com o Farmacêutica